top of page

PODER PESSOAL: COMO DOMINAR A SUA MENTE

“Somos o que pensamos. Com nossos pensamentos, fazemos o nosso mundo”. A frase de Buda data de muitos séculos, mas hoje é mais verdadeira do que nunca. Em uma sociedade agitada e competitiva, as derrotas e vitórias começam a ser construídas no interior de cada pessoa — e o poder da mente é o ponto de partida para o autoaperfeiçoamento.



O nosso pensamento é a base de nossas decisões e, por consequência, do nosso destino. Então, controlar a sua mente é o caminho mais direto para influenciar os acontecimentos e se adaptar da melhor maneira aos imprevistos.


Com esse domínio, além de pensar e planejar melhor, você pode passar a ter outra atitude diante da vida, o que resulta em menos sofrimento e mais felicidade. Esse sentimento vem da compreensão do seu propósito e de como proceder para realizá-lo. As suas conquistas serão nada mais do que a confirmação de que o caminho seguido é o correto.


Pode-se dizer que controlar nossos pensamentos é tão importante quanto o domínio dos movimentos do corpo, pois deles nascem os sentimentos e as paixões que podem nos causar grande dor ou elevar nosso potencial até a altura em que estão nossos sonhos e objetivos.


Dicas de como ter o domínio sobre o poder da mente


1. Filtre seus pensamentos

O primeiro passo, como em qualquer processo de melhoria, é começar a organizar a sua mente. Isso significa, em um primeiro momento, separar o que é útil do que é desnecessário e do que é até mesmo prejudicial.


Ser seletivo em relação ao que você dedica tempo e esforço mental garante a possibilidade de empregar a sua capacidade em assuntos que trarão o melhor retorno para a sua vida, evitando acumular “entulhos” desnecessários e tornando a sua atividade mental acidentada e caótica.


À medida que você consegue cultivar predominantemente pensamentos positivos, a tendência é que isso se reflita em outros aspectos de sua existência, do seu imaginário às suas experiências. Isso ocorre porque a mente tem uma capacidade criadora, isto é, aquilo que pensamos ou imaginamos encontra maneiras de se manifestar no mundo real.


2. Desintoxique sua mente

Claro que não é fácil, e talvez beire a impossibilidade, filtrar 100% dos nossos pensamentos. É fato que muitas vezes nossas emoções e fragilidades conspiram contra nós. Em outras situações, é a convivência com outras pessoas, com pontos de vista e abordagens diferentes da vida que nos influencia.


À medida que esse tipo de situação ocorre, pensamentos negativos são “semeados” e encontram espaço para crescer em nossa mente. Acabam se enraizando, ganhando força e intoxicando a sua vida.


Entre os exemplos de pensamentos tóxicos, que só fazem mal à sua vida, e que precisam ser eliminados com urgência, estão a vitimização, o preconceito, a excessiva preocupação com a opinião alheia, o conformismo, o aprisionamento a um passado que não retornará e a propensão a achar que se está sempre certo, seja qual for o assunto.


Esses hábitos mentais representam sofrimento, perda de tempo e queda na sua produtividade, pois sua mente precisa empregar grande quantidade de energia para combatê-los, transformando-se em um campo de batalha.


3. Cultive bons pensamentos

A melhor maneira de evitar que sua mente seja tomada pelos maus pensamentos é garantir que já esteja ocupada com outros, melhores. Cultivar ideias e sentimentos positivos é o caminho mais rápido para fortalecer a sua mente e proporcionar resultados reais em sua vida.


Proceder dessa forma nos ajuda a desenvolver uma visão mais otimista, a viver em um estado de espírito mais bem-humorado e a alcançar nossos objetivos. Os bons pensamentos precisam ser semeados, cultivados e, no tempo certo, vão gerar seus frutos, na forma dos resultados que a pessoa passa a colher.


Em resumo, para alterar sua realidade visível, é preciso mudar a invisível, que existe em sua mente. Bons pensamentos produzem bons resultados.


4. Revise sua mente periodicamente

Para garantir que você está caminhando no rumo certo e que os passos anteriores estão bem consolidados, é fundamental fazer revisões periódicas. Afinal, essa é uma etapa essencial em qualquer processo de melhoria: tudo sempre começa com uma análise inicial, um diagnóstico, e, com o projeto seguindo em frente, são feitas novas revisões.


É por meio delas que podemos verificar se o planejamento está sendo aplicado da maneira correta, se os resultados estão sendo satisfatórios, se há rumos para corrigir e como isso pode ser feito da maneira mais eficaz.


Quando se trata de uma jornada para dominar a própria mente, examinar os pensamentos com regularidade pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso dos seus esforços.


A disciplina para monitorar nossos pensamentos, revisar nossas ideias e, eventualmente, corrigir rumos é a certeza de que estamos cultivando um novo modelo mental, que poderá ser o caminho para alcançar um futuro melhor e maior felicidade pessoal com as nossas conquistas e realidade individual.


5. Exercite sua mente

O cérebro funciona como um músculo, isto é, torna-se mais forte à medida em que é exercitado e estimulado. Uma mente poderosa, desde que sob controle do seu dono, possibilita alcançar resultados excepcionais.


A maioria das possíveis maneiras de aumentar a capacidade da sua mente é bastante acessível e depende mais de disciplina e foco do que de qualquer outra coisa.


6. Tenha autoconfiança

Uma postura de constante melhoria e de aprimoramento dos pensamentos é o caminho indiscutível para alcançar o poder mental, como vimos até agora. Por outro lado, essa postura deve ser equilibrada com uma característica fundamental para termos sucesso no mundo prático: a autoconfiança.


Isso porque, sem uma dose dela, é impossível dar início a qualquer atividade, sob o risco de ficarmos travados pela insegurança. Uma postura confiante também estimula respostas positivas (inclusive as biológicas) das pessoas que nos cercam.


O pensamento positivo faz com que seus defeitos sejam amenizados e influenciem menos suas atividades. Pensar mais em como alcançar suas metas é sempre mais eficaz do que focar nas dificuldades para começar ou terminar uma tarefa.


Fonte: Wendell Carvalho

144 visualizações0 comentário

Comments


Obrigado pelo envio!

bottom of page