top of page

MENDIGOS EMOCIONAIS IMPLORAM POR ESMOLAS EM PORTAS FECHADAS

“Existem aqueles que são mendigos emocionais. Morando em belas casas e apartamentos, eles mendigam o prazer de viver, pois precisam de muitos eventos para ter prazer." - Augusto Cury


Mais do que um artigo técnico ou com o objetivo de te capacitar, este é acima de tudo um alerta para quem vive na "Era dos mendigos emocionais" como falado pelo Médico Psiquiatra e Escritor Augusto Cury.


Inevitavelmente vamos levar essa conversa para o campo dos relacionamentos e é exatamente sobre isso que quero conversar francamente contigo!


Há anos treinando pessoas percebo o quanto as pessoas estão buscando respostas para a pergunta: "Como viver um relacionamento pleno e feliz?" - E nessa busca por felicidade e plenitude relacionais acreditam em modelos de sucesso, empatia, parceria, cumplicidade, lealdade, gestos de carinho, elogios, desejo, fidelidade, palavras e tantas outras coisas são a base para uma relação saudável. Porém eu insisto, usando como parâmetro as mais de 2 mil pessoas que eu já treinei em imersões comportamentais que um relacionamento pode ter tudo isso mas se dentro dele houve ao menos um mendigo emocional, nada será o bastante, essa será uma relação medíocre e provavelmente baseada em uma gangorra constante (quando um está bem o outro não está e precisa do que está).


Mendigos emocionais são pessoas sedentas por um amor através da valoração de suas virtudes; Mendigos emocionais são pessoas carentes por gestos, expressões, palavras, atos e conquistas; Mendigos emocionais são colecionadores de momentos de satisfação; Mendigos emocionais são viciados em adrenalina, adoram o jogo da escassez, pois acreditam que assim terão cada dia mais. Muitos inclusive começam por oferecer tudo que o outro sempre quis ou necessita, vivem uma explosão de amor nos primeiros momentos de uma relação mas parece que depois tudo fica morno, sem graça e sem sentido.


Mendigos emocionais estão sempre em busca de alguém, ainda que estejam dentro de uma relação acreditam que pode haver alguém melhor, mais interessante. São especialistas em manter os "contatinhos", e a manter essa lista de fornecedores de atenção sempre aquecida. Quando um dos seus fornecedores para de lhe dar o que precisa, ele vai e tenta aquecer ou simplesmente troca de contato.


Imagine um viciado em drogas, que faz tudo para sentir as sensações que aquela droga causa... assim são essas mulheres e homens. Estão por toda parte e as redes sociais são uma das maiores fontes. São em sua grande maioria pessoas com problemas de autoestima, e que vivem a procura de algo que gere a sensação de que são especiais, importantes, capazes, desejados e etc.


Nada melhor para definir um mendigo emocional do que a sua necessidade imediata, constante e insaciável de sensações de prazer, de atenção e valorização.

POR QUE AS PESSOAS SE TORNAM MENDIGOS EMOCIONAIS


Estamos vivendo a geração onde o prazer é a prioridade máxima, onde as perdas e ganhos são medidas sempre pela balança viciada de pessoas que não querem mais sentir o desconfortável e isso nos leva à uma massa de pessoas que simplesmente buscam doses e mais doses de prazer quase que a qualquer custo.


E eu não estou falando de viciados em drogas ou em outras fugas que geram sensação de prazer e nos afastam das frustrações. Estou falando em especial para quem anseia a todo tempo por valorização, aceitação, afeto e amor de outras pessoas.


A grande maioria dessas pessoas experimentou dois tipos de realidade durante sua trajetória, em especial a sua infância: ou sofreram com faltas, perdas, rejeições e/ou ausências. Ou foram tão nutridas de prazer e afeto, sem aprenderem a conquistá-los que não sabem viver sem e não sabem como construir de forma mais duradoura, precisam de suprimento imediato e constante.


Essas pessoas experimentaram inúmeras experiências ao longo da sua história onde precisaram lutar para ter afeto, valor, atenção. Muitas vezes literalmente precisam brigar por isso e até exigir. Em outros vários casos simplesmente ao mero sinal de que aquela fonte secaria, simplesmente partiam para outra que fosse mais perene.


A VERDADE POR TRÁS DOS MENDIGOS EMOCIONAIS


A grande verdade é que, apesar de parecerem fortes e muitas vezes possam até ser muito bem sucedidos em áreas que não envolvam afeto. Afinal, pela necessidade exagerada de valorização, é comum que muitos busquem formas de evidenciar o seu valor através de conquistas, títulos, aparência e outras expressões do ego. A grande maioria dessas pessoas ainda não encontrou-se com o seu "Gigante Interior".


Essa jornada para dentro de si, onde o destino é uma relação transcendental consigo exige muita coragem e disposição. Afinal, durante esse percurso será necessário abandonar os prazeres dos atalhos emocionais e seguir por um caminho de autoconhecimento que trará a tona memórias que muitos tentam esquecer.


Nesta jornada, que muitos tentam fazer sozinhos, outros desistem no meio do caminho e a grande maioria nem sequer tenta. O indivíduo precisará de um mapa e um guia.

Não adiantam de nada as autoafirmações, muito menos a manutenção de pessoas e situações que somente alimentam essa condição de mendigo. Será necessário escolher amadurecer e isso vai doer. E é justamente por isso, por essa necessidade de amadurecimento, que mendigos emocionais preferem as esmolas constantes do que o trabalho duro de recondicionamento da realidade. Preferem permanecer com 6 anos de idade eternamente necessitados de atenção, do que pagar o preço. E é justamente por isso que inúmeros mendigos se deparam com outros tão sedentos quanto eles e trocam esmolas quanto admiram as portas fechadas de quem já segue na jornada do despertar.


A GRANDE JORNADA DO DESPERTAR


Sei que você costuma ver nos meus artigos maneiras práticas e efetivas para criar mudanças no seu comportamento. São verdadeiras receitas de bolo, eu sei. Mas dessa vez não vai ser assim, não vou te entregar o ouro de mão beijada, você vai precisar está absolutamente decidido que quer dar o próximo passo ideal para assumir o comando da sua vida e viver uma relação com você e com quem você ama prospera e feliz.


O que eu posso te falar é que a máxima "não espere resultados novos com os mesmos comportamentos" vale totalmente aqui. Afinal, como vamos esperar viver uma relação conosco incrível, saindo de um padrão de "bem estar" ou até mesmo saindo do absoluto zero, mendigo emocional nível máximo, sem que tenhamos que aprender uma forma nova de agir?


A jornada do despertar do seu poder interior acontece quando você escolhe, quando os motivos para mudar são fortes o bastante e quando você decide que agora é a hora. Esse é o primeiro passo ideal, e isso só você pode fazer.


Posso te garantir 3 coisas muito reais nesse processo:


Primeiro - sua mente vai arranjar mil desculpas pra te manter como está; o "destino" vai se encarregar de tentar te convencer que você não precisa, não tem tempo, nem dinheiro e que pode deixar pra depois por que tem outras prioridades. Como falei mais acima, isso é uma escolha totalmente sua. Então tome sua decisão consciente de que realmente quer elevar o nível da sua vida emocional e afetiva. Não faça por que eu estou falando, mas por que você tem certeza de que chegou o momento da virara, não precisa ser o pior momento, mas precisa ser o seu momento.


Segundo - essa jornada te levará a lugares dentro de você que você nem imagina, vai te fazer sentir emoções incríveis de contentamento e principalmente de gozo. E, apesar de também te fazer sentir medo, dores, culpa e frustração. Tudo isso será combustível, junto com suas conquistas e avanços diários.


Terceiro - a jornada vale tanto a pena quanto o destino final e você merece ser feliz com você e com quem você quiser. Você merece ter a sensação de que se pertence, de que está dentro de você e não de uma outra pessoa, que os ciclos do passado não são mais um peso e sim parte da sua trajetória. Você merece experienciar momentos de gozo com sua existência, momentos de prazer com quem você escolher e acima de tudo você merece prosperar e ser feliz.



679 visualizações0 comentário

Comments


Obrigado pelo envio!

bottom of page