top of page

CRENÇAS LIMITANTES ESTÃO FERRANDO SUA VIDA,saiba QUAIS SÃO AS 06 PIORES

Ao longo da vida, desenvolvemos ideias por meio das percepções e interpretações que fazemos sobre nós mesmos, os outros e o mundo a nossa volta. É um quebra-cabeça que vai sendo montado a partir das peças que compõem o nosso aprendizado, mas nem sempre esse encaixe fica perfeito e, mesmo o que parece certo, muitas vezes, precisa ser reavaliado. Assim acontece com as crenças limitantes que podem ser visões equivocadas da realidade, porém, a enxergamos como verdade absoluta.



Portanto, a educação recebida, as experiências vivenciadas e as situações a qual somos expostos podem favorecer a formação de crenças limitantes. E isso pode impedir o indivíduo de vivenciar o mundo de uma forma plena, enfrentar novos desafios, desenvolver novas habilidades, expandir seu potencial de crescimento.


COMO IDENTIFICAR


As crenças limitantes podem gerar pensamentos rápidos, automáticos e distorcidos que ajudam a manter um ciclo vicioso. São lentes pelas quais fazemos a leitura de nós mesmos, dos outros e do mundo, mas que podem ter um grau severo de distorção de imagem que confunde nossas percepções levando-nos a interpretações muitos distantes da realidade, sentimentos negativos, reações, atitudes inadequadas.


É muito comum que as crenças limitantes sejam acompanhadas de generalizações do tipo "todos" "sempre" "nunca" "todo mundo" e etc. Essas generalizações, que são parte do nosso processamento mental natural, quando encaixadas com "verdades que te protegem ou atrapalham" podem ser indicadores de crenças limitantes. Exemplo: "todo mundo só me procura quando precisa". Ou seja, você não conhece todas as pessoas do mundo, e nem todo mundo que te conhece te procura somente quando precisa, mas ter essa crença (assim como outras várias) de certa forma parece te proteger ou de presentear de alguma forma.


OS 06 TIPOS QUE MAIS FERRAM VOCÊ


Hereditárias: crenças adquiridas na infância, com a própria família, sendo as que tem maior poder contaminador, pois podem ser cultivadas pelo discurso: "você é lerdo", "você é burro", "se continuar assim ninguém vai gostar de você", ou pelos exemplos e acontecimentos como traições, forma de lidar com dinheiro, alimentos, tratar pessoas e animais.


Pessoais: quem cresce ouvindo críticas provavelmente terá dificuldades em acreditar que é capaz de pleitear um cargo de trabalho ou conseguirá alcançar o sucesso. Essa pessoa sempre tem a impressão que está no lugar errado, pois absorveu sua incapacidade como verdade.


Sociais: são as criadas pela sociedade como cultura. Esses aprendizados advindos das interações sociais somam e podem fazer parte do rol de crenças limitantes de um indivíduo.


Lógica equivocada: a pessoa generaliza e, se não conseguiu entrar numa determinada faculdade, por exemplo, acredita que não vai entrar em nenhuma outra.


Desculpas: "não consigo fazer ginástica porque não tenho tempo", disse a pessoa que odeia se exercitar. Diz que odeia festa, quando na verdade tem vergonha de ir para se divertir e dançar.


Medo: argumenta que não gosta de comemorar aniversário e no fundo tem medo de planejar o evento e ninguém aparecer.


Você deve se perguntar agora, o que fazer com isso. Mude, aprenda a gerenciar seus pensamentos e a confrontar de forma estratégica. Aqui no blog existem outros artigos que falam sobre isso, assim como nos meus cursos, ebooks e atendimentos.

129 visualizações0 comentário

Commentaires


Obrigado pelo envio!

bottom of page