top of page

07 formas de vencer a tristeza antes que se torne uma doença


A tristeza faz parte das seis emoções básicas que todos os seres humanos têm, sendo as outras: medo, felicidade, repulsa, surpresa e raiva. Estar triste é caracterizado por ter baixa autoestima, sentimentos de solidão, culpa, cansaço, angústia ou dor. Este sentimento pode ser a resposta para eventos desagradáveis, decepções, morte de alguém próximo, separação, raiva em relação a alguma pessoa, entre outros. Da mesma forma, é possível se sentir triste sem nenhum motivo aparente. Todos experimentam uma sensação de melancolia em algum momento de suas vidas. Estudos mostram que a tristeza dura mais do que muitas outras emoções, porque tendemos a gastar mais tempo pensando nisso. Entretanto, ruminar, ou repassar nossos pensamentos e sentimentos tristes de novo e de novo, pode levar à depressão e evitar que você supere a tristeza. A notícia boa é que existem várias coisas que você pode fazer para se ajudar nos tempos difíceis. Aqui estão algumas delas.


1. Reconheça seus sentimentos de tristeza


A tristeza profunda muitas vezes pode se manifestar quando os sentimentos não estão sendo enfrentados, reconhecidos e gerenciados. É importante lembrar que não há problema em se sentir triste, irritado e confuso. Essas são todas emoções que acompanham a vivência.

Também é importante encontrar saídas e maneiras de lidar com esses sentimentos, para que você não potencialize essas emoções, o que pode ser prejudicial à sua saúde mental.

Reconhecer seus sentimentos e emoções significa dedicar tempo para estar atento a eles, validá-los e libertá-los. Há um velho ditado que diz que “curar é sentir”. Procure compreender as causas das aflições. Quando existem causas e elas podem ser resolvidas, manter a calma é a melhor saída. Quando não existem causas ou elas não podem ser resolvidas, é possível eliminar os motivos para se agarrar aos sentimentos negativos. De nenhuma forma eles serão benéficos para o seu bem-estar.


2. Lembre-se constantemente de seu valor

Lembre-se de seu valor próprio. Você importa. Isso pode ser algo que você precisará repetir para si mesmo todos os dias. Independentemente de quaisquer mensagens negativas que você possa receber da sociedade, de pessoas próximas e de si mesmo sobre como viver a vida, você tem valor. Você existe, você está aqui e esta é a sua vida. Ofereça essa oportunidade para uma avaliação rápida de si mesmo, de quem você é e do que você traz para o mundo. Tente fazer listas das suas qualidades que você valoriza. Destaque as habilidades especiais que você tem, coisas das quais você se orgulha, realizações pequenas e grandes, e assim por diante. Mantenha esta lista em mãos para que, se você começar a sentir que está sendo engolido pela tristeza, consiga se lembrar sempre.


3. Volte sua fala para sentimentos positivos

Tome mais cuidado com sua linguagem. A linguagem é um símbolo de como nos sentimos e nos vemos. As palavras podem percorrer um longo caminho para manter uma identidade resiliente. Em vez de se referir a si mesmo como alguém quebrado, inútil, solitário ou indefeso, pode fazer uma grande diferença mudar sua escolha de palavras. Usar palavras diferentes e substituir a linguagem negativa por uma conversa interna positiva pode ajudar a construir uma identidade resiliente que possa lidar efetivamente com a sensação de stress, tristeza e ansiedade. Pratique todos os dias para se concentrar como você fala sobre si mesmo. Por exemplo, quando alguém lhe pergunta como você está se sentindo, sua primeira resposta pode ser: “terrível”. Mesmo que haja um núcleo de verdade para essa afirmação, tente reformulá-la em termos que reconheçam algo positivo sobre você, como: “hoje foi um dia bastante desafiador, mas estou trabalhando nisso e estou feliz por ter saído da cama.”


4. Faça o que você ama

É importante continuar fazendo as coisas que você ama, mesmo em face de uma tristeza crônica. Manter a normalidade fazendo atividades e projetos que te fazem feliz pode agir como um amortecedor contra a depressão. Se você gosta de tirar fotos, pintar, cozinhar, ler, ouvir música, tocar um instrumento, correr ou qualquer outra atividade, reserve um tempo para fazer as coisas que te fazem feliz e te dão prazer. Você também pode experimentar novas atividades nas quais sempre quis participar. Ultrapasse os impeditivos iniciais e aproveite seu tempo de ócio sem culpa.


5. Aceite o suporte de sua família e amigos

Encontre conforto nas conexões que você possui. Estar perto de outras pessoas que te fazem feliz tem um efeito positivo em como você enfrenta sua condição. A tristeza muitas vezes pode resultar em sentir-se solitário, por isso é importante gastar tempo com as pessoas que você ama. Deixe-os saber que o apoio deles significa muito para você. A princípio, você pode achar difícil contar a seus amigos próximos e familiares sobre o que está acontecendo, especialmente quando não consegue encontrar o motivo. Entretanto, ao invés de pensar que você é um incômodo, procure se manter disponível. Ter um sistema de apoio concreto, que seja compassivo e de sua confiança, ajudará a reduzir sentimentos de estresse, isolamento, desamparo e a te tornar resiliente para não cair na depressão.


6. Considere fazer terapia

Buscar uma terapia pode ser muito útil em sentimentos de tristeza profunda. É um ato corajoso procurar ajuda se você se sentir oprimido por suas emoções, não puder controlar seu humor ou não tiver motivação para cuidar de si mesmo. Sentimentos de desesperança, tristeza, raiva e desespero podem levar a graves doenças mentais. Quanto antes você procurar ajuda profissional, melhor. Realizar sessões de terapia, seja com terapeuta ou um psicólogo pode aumentar seus sentimentos de segurança e capacitação.


7. APRENDA A GERENCIAR SUA MENTALIDADE


Muitas pessoas sofrem com angústias que poderiam facilmente ser transformadas em recursos por não conhecerem a capacidade que a mente consciente possui de interferir nos padrões que a mente inconsciente estabeleceu e que geram esse sentimento de tristeza. Em quase 100% dos casos, com ou sem a intervenção de um processo terapêutico, os indivíduos que desenvolvem a capacidade de gerenciar sua mente conseguem superar momentos de tristeza, sem que os aprofundem.


Em meu seminário mentalidade de vencedor, ensino como isso é possível, para participar gratuitamente clique aqui

10 visualizações0 comentário

Comments


Obrigado pelo envio!

bottom of page